PROCEDIMENTOS PARA A FACE

RINOPLASTIA | CIRURGIA DO NARIZ

Sobre o procedimento

A Cirurgia do Nariz ou Rinoplastia é uma das mais antigas e tradicionais cirurgias no âmbito da cirurgia plástica. Este procedimento pode produzir mudanças na aparência e função do nariz. A Rinoplastia pode reduzir ou aumentar seu nariz, modificar a forma da ponta nasal, estreitar ou alargar sua narina, estreitar a pirâmide nasal óssea e mudar o ângulo entre seu lábio e o nariz. 

Sobre o Procedimento

Não há uma técnica universal de cirurgia de nariz, entretanto, a Rinoplastia depende de cada caso: Cada paciente tem características próprias e que podem interferir no resultado final da cirurgia. A espessura da pele e das cartilagens do nariz, são exemplos que influenciam diretamente no resultado da rinoplastia. Um(a) paciente com pele espessa na ponta nasal, após a retirada e modelagem da cartilagem local, terá uma ponta mais fina, mas não tão fina quanto a de um paciente com pele menos espessa.

Também, a reação local, após a retirada e o manuseio das estruturas do nariz, será variável de pessoa a pessoa. A natureza de cada caso impõe limitações que lhe são próprias e imprevisíveis, por isso não é possível prever, com exatidão, o formato final de um nariz após uma Rinoplastia.

Regiões Rinoplastia

Onde se localizam as cicatrizes

Realizamos a técnica de Rinoplastia aberta, com cicatriz externa na columela nasal. Em casos em que há necessidade de estreitamento da asa nasal, realizamos alectomia, com cicatriz externa na base das asas nasais. Além dessas cicatrizes aparentes, também há cicatrizes escondidas dentro da cavidade nasal.

Contudo, é importante que o paciente saiba que a cicatriz passa por algumas fases até se tornar madura e que as alterações de cores e de espessura da cicatriz muitas vezes são parte do processo normal da cicatrização. Todavia, a cicatrização depende das características individuais e da predisposição genética do paciente.

Procedimento de Rinoplastia

Tipo de anestesia

Anestesia geral.

Duração do ato cirúrgico

Em média de 2 a 4 horas.

Em geral, o tempo de ato cirúrgico não deve ser confundido com o tempo de permanência do paciente no ambiente de Centro Cirúrgico, pois esta permanência envolve também o período de preparação anestésica e recuperação pós-operatória.

Internação

Geralmente 24 horas.

Curativos

Quando se realiza o procedimento de fratura, o nariz é mantido imobilizado com outro material imobilizante (aquaplast), que o recobre totalmente, permanecendo por cerca de 8 a 10 dias, período após o qual é retirado no consultório. Embaixo do aquaplast utilizamos uma camada de micropore estéril. Em todas as cirurgias utilizamos splint nasal, que é retirado no consultório. Em alguns casos é utilizado o tamponamento nasal, que poderá ser deixado por 24 a 48 horas. O paciente sai do centro cirúrgico e permanece, por 48 horas, com uma gaze microporada abaixo da narina (“bigode”), entre o nariz e o lábio superior.

Qualquer reação alérgica aos curativos deve ser imediatamente comunicada ao Dr. Diego Rovaris.

Pós operatório de Rinoplastia

Retirada de pontos

Geralmente entre 10 e 14 dias de pós-operatório.

Riscos

Toda cirurgia envolve algum tipo de risco à saúde. Este risco varia conforme o tipo de cirurgia; as condições clínicas pré-cirúrgicas do paciente; as características individuais; predisposições hereditárias (de nascença); o tempo de duração da cirurgia e o tipo de anestesia realizada.

O fumo, o uso de anticoncepcional oral e hormônios, o consumo de drogas lícitas e ilícitas, álcool, assim como o uso de substâncias e medicamentos não informados ao cirurgião, podem desencadear complicações durante e após a cirurgia, aumentando o seu risco.

Existe a possibilidade, ainda que remota, de ocorrerem complicações leves, moderadas ou graves, tais como cicatrização hipertrófica, queloide, abertura de pontos, sangramento, infecção, tromboses venosas profundas, embolias pulmonares, infartos, arritmias cardíacas, derrames, isquemias cerebrais e, mais raramente, óbito (morte).

Resultado

Várias fases são características do pós-operatório do nariz. Numa 1ª fase (logo após a retirada do aquaplast, em torno do 10ª dia), apesar de corrigidas várias alterações estéticas do nariz original, notamos um edema (inchaço) que vai diminuindo com o passar dos dias e que tende a se normalizar em torno do 12º mês.

Entretanto, existem pacientes que atingem o resultado definitivo um pouco antes, bem como outros que ultrapassam este período. Mas, nenhum resultado de cirurgia estética de nariz deve ser avaliado antes do 12º mês de pós-operatório. O resultado final se dará em torno de 12 a 24 meses de pós-operatório.

Após algum tempo, como em qualquer parte do organismo, poderão ocorrer algumas alterações morfológicas na região nasal. Então, durante o processo de cicatrização da Rinoplastia, a cartilagem nasal poderá sofrer desvios, retrações ou mesmo retornar a sua posição original anterior à cirurgia, alterando a aparência do nariz; essa reação cicatricial orgânica do paciente é imprevisível. Além disso, o processo natural de envelhecimento promove alterações na cartilagem e na pele ao longo do tempo, com reflexo na aparência do nariz.

É importante ter em mente que o conceito de beleza e satisfação pessoal é algo muito subjetivo; muitas vezes o resultado que o paciente deseja não é possível de ser alcançado pelas técnicas cirúrgicas consagradas. Entretanto, a melhora a ser obtida será baseada na situação inicial pré-operatória individual, e não em comparação a outros pacientes ou um eventual padrão de beleza.

Orientações pós-operatórias
  • Sempre lavar as mãos antes de tocar no nariz e cuidar para não bater no nariz; não coçar ou assoar o nariz; não abaixar a cabeça e não fazer esforço físico;
  • Trocar o curativo externo (BIGODE) tantas vezes quanto necessário;
  • Fazer compressas com gazes embebidas em soro fisiológico gelado sobre a pálpebra inferior, por 15 minutos, a cada 3 horas, nos primeiros 3 dias;
  • Não mexer ou traumatizar o curativo aquaplast. Evite a tentação de retirá-lo para ver como ficou o nariz. Evite a umidade e não molhe o aquaplast até a sua retirada em consultório. Mantenha seco e limpo o curativo;
  • Colocar rinosoro, 2 jatos, a cada 4 horas no nariz, para facilitar a respiração;
  • Ao deitar-se, manter a postura em decúbito dorsal (deitar-se de costas), com a cabeça elevada a 30º graus (2 travesseiros). Não deitar de lado e de barriga para baixo por 30 dias.
  • Movimente várias vezes os pés e as pernas. A cada 2 horas deitada, caminhe 10 minutos. Aconselhável o uso de meia elástica durante 30 dias após a cirurgia, como medida preventiva à trombose profunda e embolia;
  • Não usar óculos de grau/sol por 60 dias; porém, lentes de contato o uso é liberado;
  • Não dirigir carro por 10 dias, e moto por 60 dias;
  • Deixar de realizar atividade física (academia) por 30 dias e esportes de contato por 90 dias;
  • Evitar ao máximo se expor ao sol até o desaparecimento total das manchas roxas. Não expor a cicatriz ao sol por no mínimo 18 meses. A exposição ao sol gera o escurecimento da cicatriz. Utilize filtro solar fator 60 ou mais;
  • Qualquer aparecimento de espinhas, alergia ou vermelhidão informar imediatamente ao médico;
  • A drenagem linfática é orientada conforme a evolução da cirurgia e, geralmente, inicia-se após o 3º dia de pós-operatório, isso porque ela influencia no resultado final de sua cirurgia. Por tal motivo, recomenda-se dar preferência por profissionais indicados por seu médico;
  • Relação sexual: após 14 dias, evitando bater no nariz.
Orientações gerais
  • Obedecer e seguir a receita médica entregue na alta hospitalar;
  • Massagem nas cicatrizes será instruída após 21 dias;
  • Alimentação: somente após 15 dias de pós-operatório que está liberado dieta sólida. Nos primeiros 2 dias de pós-operatório seguir dieta líquida e fria. Logo após, até completar 15 dias de pós-operatório, seguir dieta líquida ou pastosa, morna ou fria. Sendo assim, priorize uma alimentação balanceada, rica em frutas, verduras e legumes. Não ingerir frutos do mar, camarão, carne de porco, pimenta, shoyu, gorduras, frituras e alimentos condimentados;
  • Caso você tenha animal de estimação em casa (cão ou gato), evite contato direto com eles nos primeiros 20 dias de pós-operatório e, em hipótese alguma os deixe subir em seu leito. Pois, o contato com qualquer tipo de secreção (especialmente a saliva de cães e gatos) pode elevar o risco de contrair uma infecção com consequências potencialmente sérias;
  • Voltar ao consultório para acompanhamento e curativos, nos dias e horários estipulados;
  • Provavelmente você estará se sentindo tão bem a ponto de esquecer que foi operada recentemente. Cuidado! Esta euforia poderá levá-la a um esforço prematuro indesejável, o que acarretará certos transtornos;
  • Tire com seu cirurgião plástico, e somente com ele, eventuais dúvidas;
  • É importante ter em mente que o bom resultado final de sua cirurgia também depende de você.